Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás no Estado de Mato Grosso
  NOTÍCIAS

EDP, CTG e Furnas antecipam obra de hidreltrica

Em: 06/12/2017 às 09:09h por

A primeira máquina da usina hidrelétrica de São Manoel, que terá 700 megawatts (MW) de potência, entrou em operação em testes na noite da última segunda-feira, com seis meses de antecipação em relação ao prazo determinado no leilão em que o projeto foi licitado, marcando o terceiro projeto da EDP Energias do Brasil a começar a operar antes do previsto pelo contrato.

A usina hidrelétrica fica no rio Teles Pires, na divisa entre Mato Grosso e Pará, e pertence a um consórcio formado pela EDP, Furnas e China Three Gorges (CTG), cada uma com um terço do projeto. A primeira máquina tem 175 MW de potência.

"Continuamos trabalhando com um cronograma de antecipação das outras três máquinas, com previsão de início de operação em janeiro, fevereiro e março", disse Luiz Otavio Assis Henriques, vice-presidente de Geração e Comercialização da EDP Energias do Brasil e também presidente da Empresa de Energia São Manoel (EESM), concessionária da usina. O prazo de início de vigência dos contratos da usina é em maio.
Antes de São Manoel, a EDP também conseguiu entregar com antecipação as hidrelétricas Cachoeira Caldeirão, no rio Araguari, no Amapá, e Santo Antonio do Jari, no rio Jari, entre Pará e Amapá.

"Existe um êxito em nosso modelo de construção", disse Henriques, se referindo às antecipações dos projetos. A expectativa da companhia é que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorize a operação comercial da usina nas próximas semanas.

O andamento da obra sofreu um contratempo quando foi necessária a troca da construtora responsável pelo projeto, no fim de 2016, quando as obras físicas já tinham avanço próximo de 90%. A Constran, do grupo UTC, vinha enfrentando problemas no empreendimento e foi substituída pela paranaense Cesbe, que também foi a construtora das hidrelétricas Cachoeira Caldeirão e Santo Antonio do Jari.

"Mesmo com o problema com a UTC conseguimos fazer a antecipação, recuperamos o tempo perdido. Foi uma substituição muito bem feita", disse Henriques.

Fonte: Valor Econômico




 

SINDENERGIA - Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás no Estado de Mato Grosso
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 4.193 - Bosque da Saúde - Casa da Indústria - CEP 78050-000 - Cuiabá-MT - Fone: (65) 3644-3443
www.sindenergia.com.br - sindenergia@sindenergia.com.br